Correio da Manhã – Espiritismo nada tem a ver com exorcismo

Exmº Sr. Director do Jornal “Correio da Manhã”

1 – Na vossa edição do dia 25 de Janeiro de 2012, na peça intitulada “Sequestrada em sessão de exorcismo “, o CM através de João Nuno Pepino, refere que ” O Tribunal de Santarém está a julgar o caso de uma mulher, de 77 anos, que se queixa de ter sido sequestrada e obrigada a participar numa sessão de exorcismo para libertar uma familiar de um espírito demoníaco… A queixosa diz que em Novembro de 2009 – na freguesia de S. Vicente do Paul, em Santarém – foi violentamente agredida na cara com um crucifixo e obrigada a ajoelhar-se, tendo vivido momentos de terror, até à chegada de militares da GNR, durante a sessão de espiritismo.”
2 – A Associação de Divulgadores de Espiritismo de Portugal (ADEP) – www.adeportugal.org – por várias vezes tem esclarecido o CM que a Doutrina Espírita (ou Espiritismo), nada tem a ver com superstições, crendices, magias, bruxarias. O Espiritismo, não sendo mais uma seita nem mais uma religião, é um amplo movimento cultural, com uma componente científica, uma componente filosófica e uma componente moral. Podemos defini-lo, como sendo a ciência que estuda a natureza, origem e destino dos Espíritos, bem como as relações existentes entre o mundo espiritual e o mundo corpóreo. A Doutrina Espírita nada tem a ver com a prática de exorcismo (prática essencialmente católica), nem com o descrito no texto, pelo que só se pode entender esta associação ao Espiritismo, por desinformação por parte de quem assina a peça jornalística, o que facilmente poderia ser evitado com uma simples pesquisa na Internet acerca do que é a Doutrina Espírita (ou Espiritismo).

3 – Os espíritas são pessoas normais, com as suas actividades sociais, profissionais, e que se dedicam, GRATUITAMENTE, nas suas horas vagas, ao estudo, prática e divulgação da Doutrina Espírita, com o único salário do bem-estar que advém de tentar ser útil ao próximo, sem qualquer tipo de interesse material, sem cobranças nem aceitação de dinheiro.
4 – A ADEP, solicita, em abono da verdade, e porque acreditamos que o CM deseja informar com rigor, o devido esclarecimento.

Ao vosso dispor para eventuais esclarecimentos,

P’la ADEP
Ulisses Lopes
(Presidente)

Notícia relacionada: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/portugal/sequestrada-em-sessao-de-exorcismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *